NOTÍCIAS

Doutoranda analisa método não farmacológico para diminuição da dor de pacientes com hanseníase

01 de Setembro de 2021 09:11

O Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia mestrado e doutorado da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) realizou ontem (1º) a defesa de tese da doutoranda Marilena Infiesta Zulim com o tema ‘Efeito da Estimulação Elétrica Nervosa Transcutânea (TENS) na Dor Neuropática em Membros Superiores e Inferiores de Pacientes com Hanseníase’, sob a orientação da professora Dra. Susana Elisa Moreno (UCDB)

A Hanseníase é uma das mais antigas doenças da humanidade. Foi descrita desde os tempos bíblicos com os primeiros relatos a 3000 anos, conhecida como lepra e carregada de muito preconceito e estigma. “Devido a minha experiência clínica por trabalhar muitos anos com hanseníase, resolvi fazer esta pesquisa com o objetivo de analisar o efeito da TENS [eletroestimulação nervosa transcutânea na dor neuropática hansênica]. A TENS é um método não farmacológico para diminuição da dor; aplicada por um aparelho de baixa e alta frequência. Os mecanismos fisiológicos da analgesia da TENS, é de que seus impulsos estimula as fibras mielinizadas do tipo A que existam os interneurônios do corno posterior da medula espinhal inibindo os impulsos nociceptivos das fibras A-delta e C”, explica a doutoranda.

Ela ressalta que os resultados foram promissores com a aplicação da TENS, demonstrado nos instrumentos aplicados  a melhora do quadro álgico e diminuição do uso de fármacos. “Esmoer-se que este estudo possa contribuir para nortear o tratamento não farmacológico de pacientes com hanseníase, com consequente aumento da qualidade de vida e capacidade laborativa dos mesmos”, completa.

A banca examinadora foi composta pelos professores Dr. Fred Bernardes Filho (USP), Dr. Mauricio Antonio Pompilio (UFMS), Dra. Carina Elisei de Oliveira (UCDB) e Dra. Adriane Pires Batiston (UFMS). Mais informações sobre o programa de pós-graduação em Biotecnologia da UCDB pelo telefone (67) 3312-3768. 

MAIS NOTÍCIAS