NOTÍCIAS

Laboratório de Software da UCDB desenvolve aplicativo para pesquisa comportamental

28 de Maio de 2020 07:00

O Laboratório de Desenvolvimento de Software (Lads) da Universidades Católica Dom Bosco (UCDB) acaba de concluir um aplicativo de pesquisa que vai comparar as atitudes e percepções psicológicas de estudantes de medicina do primeiro e último semestre de Campo Grande e também de Curitiba e Cascavél (Paraná).

“Visamos comparar as atitudes e percepções de alunos do primeiro e último ano do curso de medicina sobre o suicídio, para saber se essas atitudes estão mais relacionadas aos fatores sociodemográficos ou a formação acadêmica. Este projeto é realizado em parceria com a professora Josiane Knaut, da Universidade Positivo de Curitiba, no Paraná. Já solicitamos uma emenda ao projeto para o Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos, e a coleta neste formato será ampliada para os alunos do primeiro ano e do último ano, envolvendo agora não somente os alunos de Campo Grande, como também de Curitiba e de Cascavel (PR)”, explica a coordenadora do LECS, Profa. Dra. Luziane de Fátima Kirchner.
Ela destaca que, antes do período de isolamento social causado pela pandemia, haviam sido coletados dados de alguns alunos. “Estávamos encontrando dificuldades em reunir os alunos do último ano, porque eles fazem somente o internato e com o distanciamento social, ficou impossível. Levantamos a possibilidade de realizar a coleta on-line, mas o instrumento que utilizamos para avaliar a percepção do suicídio apresenta uma escala visual analógica - uma linha de 10 cm, na qual o participante deve indicar a sua resposta em cima da linha, e os formulários on-line disponíveis não apresentavam este tipo de escala. Foi então que recorri ao Laboratório de Software da UCDB, para o desenvolvimento de um aplicativo personalizado para uso da escala”, explica.

A gente não encontrou nenhuma ferramenta on-line que atenderia o projeto, então, utilizando a parceria que a gente tem pelo Laboratório de Desenvolvimento de Software. “Fizemos toda aplicação do questionário utilizando tecnologia web para que ele fique disponível e de forma pública. Utilizamos um domínio público. Foram utilizadas programação web pelo Lads e pela empresa High Tech Cursos. A programação foi desenvolvida, sob a minha supervisão e orientação, pelo analista de sistemas Tiago Augusto Fortaleza Gai, da Irlanda (Dublin)”, destaca o coordenador do Lads UCDB, professor Virmerson Bento Dos Santos.

O desenvolvimento do aplicativo teve início em 28 de abril e após testes, está liberado para o uso oficial. “No futuro eles devem continuar a utilizar até para atender um público ainda mais distante”, completa.

MAIS NOTÍCIAS