NOTÍCIAS

Mestranda em Biotecnologia avalia a alimentação posbiótica na imunização contra brucelose

13 de Julho de 2021 15:53

Em um estado em que a pecuária bovina prevalece entre os sistemas produtivos, a mestranda Caroline Paes dos Santos, do Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em Biotecnologia — Mestrado e Doutorado da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), dedicou-se a pesquisar a alimentação posbiótica e seus efeitos na imunidade de bezerras nelore vacinadas contra a brucelose.

Com o título “Avaliação do efeito de posbiótico na resposta imune da vacina B19 em bezerras nelore”, a mestranda explicou: “Posbióticos são uma nova classe de alimentos funcionais e são compostos derivados do metabolismo ou da lise de bactérias probióticas. Eles podem conferir diversos benefícios a quem consome, tais como atividade antimicrobiana, antioxidante, imunomoduladora, auxilia na manutenção da microbiota saudável e pode atuar em diversas vias metabólicas”, detalhou. A pesquisa teve apoio da empresa Ingulados Parque Empresarial Mejostilla, da Espanha, que forneceu os alimentos.

A vacina B19 é obrigatória para fêmeas de 3 a 8 meses de idade, conforme recomendação da Organização Mundial da Saúde Animal.

Caroline ressaltou os resultados da pesquisa: “De forma geral, o tratamento com posbiótico foi capaz de modular a resposta desencadeada pelos vacina B19, ao induzir uma resposta imune celular mais efetiva e também teve efeito na resposta imune humoral, ou seja, aumentou a proliferação de células do sistema imune e também aumentou a produção de anticorpos”, concluiu.

A orientação foi da professora Dra. Carina Elisei de Oliveira e a coorientação foi do Dr. Heitor Miraglia Herrera. Fizeram parte da banca os examinadores Dr. Cristiano Marcelo Espíndola Carvalho (UCDB) e Dr. Pedro Fernandez Llário (CEO da Ingulados). A defesa aconteceu na manhã da última segunda-feira (12), via Google Meet.

 

MAIS NOTÍCIAS