NOTÍCIAS

Mestranda realiza estudo sobre experiência de tornar-se idoso aos 60 anos

08 de Junho de 2021 07:31

O Programa de Pós-Graduação em Psicologia mestrado e doutorado da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) realizou nesta segunda-feira (7), por meio de videoconferência, a banca de defesa da mestranda Patrícia Teixeira Honório dos Santos, com o tema ‘A experiência de tornar-se idoso aos 60 anos: um estudo fenomenológico’, sob a orientação pela professora Dra. Sonia Grubits.

Após atuar como pastora por 10 anos, a teóloga de 49 anos buscou nova formação e graduou-se em Psicologia há 3 anos e meio. Agora conclui sua dissertação no mestrado, justamente avaliando essa mudança de carreira e se é possível uma pessoa hoje ser considerada idosa aos 60 anos. “Fiquei pensando se todo esforço de mudar de carreira nesta altura da vida tinha sentido mesmo. Fui dar uma lida sobre o assunto e descobri que vivemos um fenômeno global chamado revolução da longevidade: a cada minuto duas pessoas no mundo completam 60 anos e devem viver mais 20 a 30 anos no mínimo”, ressalta a pesquisadora. 

Ela ressalta que o mundo vive o maior envelhecimento populacional da história da humanidade, na qual nunca as pessoas viveram tanto e tão bem. “Diante disso fui tentar entender se nesse contexto podemos afirmar que as pessoas nessa faixa etária são idosas. E a resposta é que não são. Os sexagenários da nossa realidade estão trabalhando ativamente, estudando, cuidando de suas famílias e cheias de perspectivas de vida. E aí vem toda uma discussão sobre estereótipos e sobre como precisamos mudar nossos conceitos e nossos tratamentos para essa população que em 2025 representará 25% da população mundial e o nosso país em 4 anos será o quinto no mundo com a maior população de sexagenários”, completa. 

Além da orientadora, a banca examinadora foi composta pelas professoras Dra. Heloisa Bruna Grubits (UCDB) e Dra.  Marta Helena de Freitas (UCB). Mais informações sobre o programa de pós-graduação pelo telefone (67) 3312-3605.

MAIS NOTÍCIAS