NOTÍCIAS

Parceria entre UCDB e Justiça Federal promove atendimento psicológico aos servidores

18 de Março de 2019 07:00

Uma parceria firmada, este mês, entre a Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) e a Justiça Federal de Mato Grosso do Sul promove, a partir desta terça-feira (19), atendimentos psicológicos aos servidores do órgão. O serviço é oferecido por meio do Laboratório de Saúde Mental e Qualidade de Vida no Trabalho, ligado ao Programa de Pós-graduação em Psicologia da Instituição.

Acadêmicos do último ano da graduação, junto com mestrandos e doutorandos na área, desenvolvem o trabalho sob a supervisão da professora Dra. Liliana Andolpho Magalhães Guimarães que coordena o laboratório. De acordo com a docente, o grupo atende no próprio prédio da Justiça Federal, localizado no Parque dos Poderes em Campo Grande, duas vezes por semana, às terças e às sextas-feiras.

“Foi montado esse plantão psicológico no local para atendermos os servidores sem que exista a necessidade de eles saírem do ambiente de trabalho. Ter a nossa equipe lá dentro facilita o acesso dos colaboradores e permite identificarmos se é preciso fazer um acompanhamento mais aprofundado — nesses casos, os pacientes serão encaminhados para o ambulatório de saúde mental que fica na Clínica-Escola da UCDB”, esclareceu Liliana.

Segundo a professora, o molde de atuação do grupo é bem semelhante ao trabalho que já é desenvolvido pela UCDB em parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Mato Grosso do Sul há quatro anos. Liliana pontua que sucesso da ação tem despertado o interesse das instituições em proporcionarem esse tipo de atendimento aos colaboradores, além disso, em âmbito geral, existe uma preocupação crescente em relação à saúde mental.

“Sabemos que os casos de pessoas com doenças mentais vêm aumentando junto com os afastamentos do trabalho decorrentes disso. Esse cenário tem gerado uma reflexão por parte dos órgãos e instituições e revelado a importância do atendimento e suporte psicológico para promover o bem-estar e a qualidade de vida dos colaboradores”, comentou a coordenadora.

 

MAIS NOTÍCIAS