NOTÍCIAS

Pesquisa da UCDB aponta uso de lodo para recuperação de pastagens

22 de Outubro de 2020 07:45

Pesquisa da mestranda Rafaela Thaís Benedito Alves, do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências Ambientais e Sustentabilidade Agropecuária da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) aponta que o uso de lodo extraído das estações de tratamento de esgoto, aliado com o plantio de Moringa oleifera (planta da família Moringaceae, mais conhecidas simplesmente por moringas) tem mostrado resultados importantes na recuperação de pastagens, além de reduzir o custo de recuperação pela metade.

A árvore de moringa auxilia como fixadora de nitrogênio no solo, o mesmo ocorre quando as folhas caem, servindo ainda de alimento para os animais e melhorando a qualidade do solo. “O uso do lodo para o meio ambiente é muito benéfico, primeiro porque o lodo de esgoto quando descartado de forma errônea no meio ambiente acaba contaminando o solo e o lençol freático com metais pesados e algumas substâncias patogênicas. Então quando a gente o reutiliza na agricultura de forma certa, evitamos que ele seja descartado em qualquer local, evitando a contaminação”, explica a mestranda Rafaela Thaís Benedito Alves.

Ela ressalta outro aspecto benéfico na recuperação de pastagem para o meio ambiente. “Tanto a forma tradicional, quanto essa pesquisada, são muito importantes para o meio ambiente, pois a pastagem degradada acaba causando erosão, animais em áreas degradadas eliminam mais gás carbônico, além disso os pecuaristas precisam buscar novas áreas, causando desmatamento. Então a recuperação de pastagem tanto convencional, quanto às alternativas que estudamos é uma forma de proteger o meio ambiente”, completa a pesquisadora.

Além da economia no custeio, são observados também maior qualidade da pastagem. “Percebemos uma maior produtividade do pasto, assim como sua maior resistência no período seco, mantendo os nutrientes por mais tempo em relação ao adubo químico e sem adubação. Em todos os períodos temos uma maior porcentagem de proteína, o que é muito importante para alimentação animal. Com essa técnica manteve a mesma produtividade do adubo químico, mostrando que o mesmo pode ser substituído”, ressalta ela.

O experimento é testado há um ano e seis meses em uma área de meio hectare na Fazenda-Escola UCDB. As amostras do lodo das estações de tratamento de esgoto de Campo Grande foram fornecidas pela concessionária Águas Guariroba, juntamente com laudos de todas as análises realizadas no lodo dentro da empresa.

Essa pesquisa, assim como outras, mostra que é possível cuidarmos do meio ambiente, reutilizando resíduos em vários setores, alavancando a produção agrícola e garantindo mais qualidade de vida para os seres humanos. 

O Programa de Pós-graduação Stricto Sensu — Mestrado e Doutorado em Ciências Ambientais e Sustentabilidade Agropecuária) da UCDB está com inscrições abertas até 16 de novembro. O programa visa  formar competências científicas e profissionais em nível de Mestrado e de Doutorado, por meio de atividades de produção de conhecimento, desenvolvimento tecnológico e inovação. As linhas de pesquisa  são: ‘Agronegócio e produção sustentável’ e ‘Saúde, ambiente e sustentabilidade’. Mais informações pelo telefone (67) 3312-3300 ou ainda acessar aqui.

MAIS NOTÍCIAS