NOTÍCIAS

Pesquisa de doutorado da UCDB aborda desenvolvimento turístico na rota bioceânica

01 de Junho de 2021 07:25

O Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Desenvolvimento Local Mestrado e Doutorado da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) realizou nesta sexta-feira (28), por meio de videoconferência, a banca de defesa de tese do doutorando Thiago Andrade Asato, com o tema ‘A rota bioceânica como campo de possibilidades para o desenvolvimento de atividade turística’. A pesquisa, que é a primeira tese concluída entre os pesquisadores dos quatro países envolvidos - Argentina, Chile, Brasil e Paraguai, contou com a orientação da professora Dra. Arlinda Cantero Dorsa e coorientação da professora Dra. Débora Fittipaldi Gonçalves.

A pesquisa teve como objetivo analisar o potencial turístico no percurso da Rota de Integração Latino Americana, conhecida Rota Bioceânica, para o desenvolvimento do Brasil, em especial para o território sul-mato-grossense, e os demais países da rota. “A construção da ponte e a abertura de fato desse novo caminho, vai fazer com que essas atividades, que já estão prontas em alguns lugares, potencializarão muitas outras”, explica o doutorando.

Ele ressalta ainda que esse fomento na infraestrutura há uma grande possibilidade no aumento do fluxo turístico, inicialmente através de roteiros integrados nos principais destinos turísticos de cada país. “A rota bioceânica vai oportunizar o desenvolvimento turístico no Chaco [Paraguai], potencializar a relação entre o Chile e a Argentina, e os demais países com oferta de destinos, como Salta, Jujuy (Argentina) e San Pedro de Atacama (Chile), que vai aproximar mais o Brasil para conhecer esses destinos”, completa o pesquisador.

Além da  orientadora, a banca foi composta pelos professores Dr. Ruberval Franco Maciel (UEMS), Milton Augusto Mariani (UFMS), Dra. Maria Augusta Castilho (UCDB) e Dr. Michel Ângelo Constantino de Oliveira (UCDB). Mais informações sobre o programa de pós-graduação stricto sensu pelo telefone (67) 3312-3612.

MAIS NOTÍCIAS