NOTÍCIAS

Pesquisa em Biotecnologia mostra que Araruta pode ajudar no controle de pragas

21 de Março de 2017 13:00

Guilherme Augusto Abrantes Sousa, discente do Programa de Pós Graduação Stricto Sensu em Biotecnologia — Mestrado e Doutorado da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) defendeu na sexta-feira (17) a dissertação desenvolvida durante o curso. Orientado durante os dois anos de pesquisa pelo professor Dr. Ludovico Migliolo, Guilherme trabalhou o tema: Avaliação in vitro da Fração Rica em Inibidores de Protease Serinicas de Maranta arundinacea L. contra Spodoptera frugiperda.

Na pesquisa Guilherme utilizou o inibidor de protease (uma espécie de mecanismo de defesa) da planta Araruta para desenvolver o controle de super população de praga nas lavouras, mais especificamente a lagarta do cartucho. “Araruta é uma planta alimentícia de um valor não muito comercial, então tentamos resgatá-la para que pudesse atuar como um controlador de pragas natural”, explicou o mestrando. Guilherme utilizou vários processos ao longo da pesquisa, como: fracionamento, quantificação proteica e determinação molecular. “Estou apenas no começo da pesquisa, mas é algo promissor e tenho sonho de transformar esta ideia em um produto final”, finalizou o discente.

Banca examinadora foi constituída pela docente da UCDB professora Dra. Suzana Meira Ribeiro e pelo professor da Universidade de São Paulo (USP) Dr. Marcio de Castro Silva Filho. Mais informações sobre o programa de Pós-Graduação em Biotecnologia podem ser obtidas por meio do número (67)3312-3768.

MAIS NOTÍCIAS