NOTÍCIAS

Site da Arquidiocese é produzido por acadêmicos de análise e desenvolvimento de sistemas

31 de Outubro de 2018 09:00

Acadêmicos do último semestre do curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas (Tads) da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) reuniram-se, na segunda-feira (29), com o arcebispo metropolitano de Campo Grande, Dom Dimas Lara Barbosa, para apresentar o projeto de um site que irão desenvolver para a Arquidiocese da capital sul-mato-grossense.

Supervisionado pelo professor Virmerson Bento do Santos, o trabalho faz parte de uma metodologia ativa trazida pelo curso que permite aos alunos atenderem clientes reais como uma forma de desenvolverem habilidades, aprenderem a executar tarefas em equipe e adquirirem tato para lidar com as demandas.

“Ao invés de aderirmos à programas fictícios ou simulados, propus aos alunos o desafio de desenvolverem sites ou aplicativos voltados para um cliente de verdade e que atendam às necessidades dele. No caso da Arquidiocese é preciso ter um sistema interno voltado para a arrecadação de fundos, por isso, criamos um controle de cadastro de pessoas que possibilita à elas visitarem o website e também envolve a integração do processo de boletos bancários e cartão de crédito”, esclareceu Virmerson.

Segundo o coordenador do curso, Marcos Alves, as reuniões  entre os alunos e quem solicitou o produto são importantes para alinhar o que está sendo desenvolvido com os interesses do cliente. “Os encontros com representantes das Instituições são regulares para mostrarmos a evolução dos projetos e para que eles possam conferir o que está sendo implantado”, pontuou o coordenador.

Para Dom Dimas, a iniciativa é muito interessante: “Vejo como uma maneira de gerarmos oportunidades para os acadêmicos e permitirmos que eles se tornem grandes profissionais no futuro”. O acadêmico Augusto Marques de Oliveira, de 20 anos, concorda. Segundo ele a experiência tem contribuído muito para a aquisição de conhecimento técnico: “Estamos terminado a graduação e já conseguimos ter uma experiência de como o mercado funciona e isso acaba sendo um diferencial pra nós”.

Texto sob supervisão de Natalie Malulei.

MAIS NOTÍCIAS