NOTÍCIAS

UCDB expõe acervo reunido por Pe. Afonso de Castro sobre Manoel de Barros

09 de Novembro de 2021 12:57

 

No dia 13 de novembro de 2014, Mato Grosso do Sul e o Brasil perderam o maior de seus poetas contemporâneos, Manoel de Barros. Sete anos após sua passagem, o poeta das miudezas ganha uma exposição inédita com reportagens e entrevistas reunidas por décadas pelo amigo pessoal e estudioso da obra, Pe. Dr. Afonso de Castro. A abertura da mostra “Manoel de Barros Vive” será na próxima sexta-feira (12), às 9h, na Universidade Católica Dom Bosco (UCDB).

O salesiano, ao longo de muitos anos, guardou recortes de jornais e revistas que tratavam da obra do poeta e parte desse material estará exposta no saguão do bloco Administrativo do campus Tamandaré até dia 19 de novembro.

A exposição teve a curadoria do professor Roberto Figueiredo, da Área de Cultura e Arte da UCDB, ligada à Pró-Reitoria de Pastoral e Assuntos Comunitários. “A genialidade de Manoel de Barros foi reconhecida enquanto ele ainda estava vivo — uma raridade na cultura brasileira. Isso pode ser percebido na quantidade de reportagens em todos os grandes veículos impressos do Brasil (jornais e revistas). Manoel de Barros também é um autor muito estudado nas universidades e na mostra traremos alguns trabalhos de conclusão de curso e dissertações baseadas em sua obra”, destacou o docente.

Pe. Afonso de Castro é autor do livro “A poética de Manoel de Barros” e dedicou grande parte de sua vida acadêmica a estudar o poeta. Isso o levou a acumular livros, registros, cartas pessoais, entre outros materiais que serão expostos na UCDB.

 

MAIS NOTÍCIAS