NOTÍCIAS

UCDB realiza segunda oficina para conservação da natureza na Bacia do Alto Paraguai

23 de Maio de 2019 07:00

A Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), em parceria com a WWF Brasil, iniciaram ontem (22) a oficina de trabalho “Construções das bases dos dados geoespaciais da Bacia do Alto Paraguai”, com a presença de pesquisadores brasileiros (Mato Grosso e Mato Grosso do Sul) e também da Bolívia e Paraguai.

“Estamos em processo de construção e definindo metodologias, como a conhecida com geodesign, que busca trabalhar o desenho da geografia. Esse desenho de um corredor Brasil-Bolívia-Paraguai é feito de forma participativa com diferentes atores, da área social, ambiental, do meio físico, na qual a gente está compilando todas essas informações para que possa de forma técnica estabelecer esses desenhos, para que seja compreendido e construído conforme todos os atores nessa integração. É esse processo que vai levar a esse desenvolvimento”, destacou o professor da UCDB Fábio Martins Ayres.

A parceria da WWF com a UCDB vem desde 2016, quando foi iniciado o levantamento do uso e ocupação do solo da Bacia do Alto Paraguai. “A gente vai trabalhar em uma oficina para desenvolver e encontrar as variáveis necessárias para a análise do uso e ocupação do solo, para que a gente consiga delimitar áreas prioritárias para a conservação da natureza na Bacia do Alto Paraguai. Neste ano, a gente pretende finalizar até novembro essa área de atuação, que é descobrir em hectares e onde está essa área de atuação, que vai trabalhar a unidade de corredores da sociobiodiversidade. Em 2020 a gente pretende trazer a viabilidade legal, que é a legislação nos três países e a parte financeira, verificar que é há instrumentos financeiros por serviços ambientais e outros para que a gente consiga alocar maior quantidade possível de área conservada nessa região do corredor”, explica a analista de conservação da WWF, geográfa Thaishi Leonardo da Silva.

Estão participando da oficina representantes dos três países Brasil-Bolívia-Paraguai, com representantes da Cema-MT, Cemagro, Imasul, UEMS, UFMS, UCDB, da Ong boliviana que trabalha junto com a WWF-Bolívia e do Paraguai três pesquisadores da Universidade Nacional de Assunção. O evento segue nesta quinta-feira (23) até às 17 horas, na sala B17, no Bloco D da Católica.

MAIS NOTÍCIAS