NOTÍCIAS

XXI Tribunal de Argumentação é realizado pelo curso de Direito da Católica

15 de Março de 2019 15:00

O curso de Direito da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) realizou, nesta quinta-feira (14), duas edições do XXI Tribunal de Argumentação. No período matutino, o tema abordado foi “A viabilidade da implementação do Plea Bargain no Direito Brasileiro” e, durante à noite, “A aplicabilidade prática da Lei do Feminicídio e sua eficácia no combate à violência contra a mulher” foi o assunto proposto.

Como uma forma diferente de recepcionar os calouros, a atividade fez parte da disciplina “Redação e Linguagem forense” e promoveu a simulação de um julgamento real feita pelos veteranos que foram divididos entre defesa, acusação e júri. O intuito do debate é proporcionar um ambiente com mecanismos estratégicos que levem os acadêmicos a aprimorarem o poder de argumentação ao buscar um meio de influenciar o público.

De acordo com o acadêmico do 3° semestre Lucas Lima Gomes, que atuou como orientador durante o júri, os alunos tiveram que pesquisar bastante para ter conhecimento sobre o tema e abordá-lo diante da comunidade acadêmica. “Foram colocados em pauta temas sociais que têm relevância e ultimamente têm sido muito discutidos. Durante a atividade, a comunidade como um todo está sendo representada por nós e, consequentemente, essa é uma maneira de fazer com que todos possam discutir e tomar conhecimento dessas causas importantes”, pontuou Lucas.

Para o futuro advogado, a experiência adquirida por meio do Tribunal de Argumentação foi muito positiva e enriquecedora. “O mais interessante foi mostrar para os estudantes que o assassinato de uma mulher, em razão dela ser mulher, não é necessariamente algo novo em nossa sociedade, existe há anos. Um cenário que só melhorou depois da Lei Maria da Penha que colocou as mulheres como o centro principal das discussões. Portanto, participar do júri foi de suma importância e, com certeza, aprendi muito na questão de oratória e argumentação”, declarou Lucas.

Texto sob supervisão de Natalie Malulei.

MAIS NOTÍCIAS